segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Cana de Açúcar: Século XVI e XVII.

Em 1502 chega ao Brasil Américo Vespúcio trazendo da Ilha da Madeira com as primeiras plantas de cana de açúcar. Predominava a mão de obra negra escrava vinda da África, mas os índios também foram usados pois eram de mais fácil aquisição. Com poucos recursos, a solução encontrada pelos colonizadores foi aliar-se aos holandeses que financiaram a implantação do cultivo e transformação da cana-de-açúcar no Brasil. Em troca, os holandeses ficaram com a comercialização do produto na Europa. O nordeste, por possuir o solo (argiloso) de fácil adaptação da cana-de-açúcar transformou-se no pólo açucareiro do Brasil. O Pernambuco e a Bahia eram as maiores capitanias produtoras de açúcar. Engenho era o nome dado à grande propriedade latifundiária que explorava a produção de açúcar, formada pelas plantações, a casa-grande, a capela, a senzala e a própria fábrica do açúcar (engenho). Eram desmatadas imensas áreas para o plantio da cana-de-açúcar. A economia açucareira se enquadrou no sistema Plantation: produção monocultura, uso de mão de obra escrava, latifúndio e destinada à exportação. Também se adequou ao Pacto Colonial abastecendo o mercado europeu. A economia açucareira entrou em declínio devido, posteriormente, à concorrência holandesa que iniciaram atividades econômicas de açúcar nas Antilhas.

Prof. Vinicius Simões

11 comentários:

  1. Respostas
    1. consegue fazer melhor

      Excluir
    2. como era o transporte nessa epoca ??

      Excluir
  2. booa essee aee heeem caara

    ResponderExcluir
  3. deu uma ajuda, mas poderia fazer melhor

    ResponderExcluir
  4. vou fazer aqui o papel de juiz. Pq vc anonimo, não se identifica para depois fazer critica? Apesar de eu não ser da área gostei deste blog e pena que não foi acessado muitas vezes.

    ResponderExcluir
  5. Eu estou atrás de textos bons e concretos e neste blog eu encontrei obg

    ResponderExcluir
  6. um lixo, poderia ter explicado melhor.

    ResponderExcluir
  7. tipo podia falar mais sobre a cana de açucar né,as vezes devia do assunto,mas achei muito bom por que no meu livro não tinha nem a metade do que o senhor escreveu.

    ResponderExcluir
  8. O transporte na época era feito com ruas estreitas, mas devidas as precariedades da época, os latifúndios se localizavam o mais próximo do litoral possível. Carrocerias montadas em mulas era o único meio de levar a mercadoria para os portos.

    ResponderExcluir